“Um passo + a gota” consciência da cura desta doença

Javier Hidalgo, Bertín Osborne, Montserrat Romera, Antonio Ignacio Torralba. Fornecida pela organização da campanha.

Artigos relacionados

Terça-feira 12.04.2016

Terça-feira 09.02.2016

Quarta-feira 13.01.2016

Segunda-feira 11.01.2016

Este é um dos dados mais importantes que reflete o primeiro estudo sobre esta doença, realizado para a segunda edição da campanha “Um passo + a gota“, uma iniciativa impulsionada pela Sociedade Espanhola de Reumatologia (SER), a Coordenadora Nacional de Artrite (ConArtritis) e o laboratório Menarini Portugal.

De acordo com a doutora Montserrat Romera, coordenadora de comunicação e relacionamento com os pacientes de SER, esta patologia sofre entre 1-2 % da população e a sua prevalência aumenta para 5 por cento no caso de homens com mais de 70 anos.

Mais dados

A doutora Romera, considerando que o aumento em maiores de 70 anos não se deve tanto a idade em si, mas as comorbidades que apresenta o aumento da prevalência da doença, como acontece com a hipertensão.

Entre outros dos dados reflectidos no estudo, destacam-se os seguintes:

  • 95 por cento dos afetados são homens. A gota é uma das poucas doenças reumáticas que se curam, se tratados corretamente.
  • Esta doença, além disso, limita a atividade diária de um em cada três afetados e quando sofrem algum ataque agudo podem chegar a provocar baixas de trabalho em até 40% dos pacientes.
  • Sete de cada dez pessoas que sofrem de gota mudaram seus hábitos, depois de saber o diagnóstico, mas há um 37 % que só o faz quando sofre algum ataque agudo.

Monserrat Romera foi desmitificado que se trate de uma doença associada à ingestão da boa comida e do bom vinho, já que “não há que ser rei para ter gota”.

Segundo a doutora, a gota geralmente afeta o dedo gordo do pé, mas pode-se dar uma poliartrite, de tal forma que afete a outras articulações como o peito do pé, tornozelos ou dos cotovelos, chegando a causar, em alguns casos, uma destruição articular.

Montserrat Romera detalhou que outro dos fatores que beneficiam a qualidade de vida desses pacientes é a realização de exercício físico. Não obstante, a pesquisa revelou que apenas 45% dos afetados o pratica.

O presidente ConArtritis, Antonio Ignacio Torralba, disse que esta campanha pode ser muito útil para dar visibilidade a uma doença que não se vê mas que se sofre.

Bertín Osborne, padrinho da campanha

Na apresentação desta campanha, participou o cantor Bertín Osborne, padrinho desta iniciativa, que sofre de gota há mais de 30 anos.

Osborne disse que leva uma vida saudável e pratique esporte, e foi desmitificado-se que esta doença esteja diretamente ligada ao consumo de marisco ou carne vermelha; “para entrar doente de gota deve tirar uma tonelada” de algum destes produtos, tem arranjos.

O diretor de relações institucionais da Menarini Portugal, Javier Hidalgo, salientou que a campanha “Um passo + a gota”, tem entre seus objetivos contribuir para que a população tenha uma vida saudável.

Neste sentido, o laboratório tem impulsionado outro tipo de iniciativas como a distribuição de mais de 25.000 dípticos em consultas médicas e o desenvolvimento de uma aplicação móvel para conhecer em profundidade a doença.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply